Linhagem Khyentse

O budismo tibetano reconhece as encarnações de mestres altamente realizados, cuja dedicação aos outros seres os compele a renascer na comunidade humana. Essas encarnações são chamadas tulkus, que significa alguém cujo renascimento é motivado pela compaixão. Esses tulkus geralmente levam adiante as responsabilidades da sua vida ou vidas passadas, e trabalham para manter a herança dos ensinamentos e experiências legados pelo Buda. Os Khyentse são uma dessas linhagens de tulkus.